quarta-feira, 2 de abril de 2008

O DIA EM QUE O TEMPO PAROU!

Dois cafés e uma água sobre a mesa de um bar! Duas almas! Um reencontro! Cafés bebidos até meio, a água perdendo o gás pela tampa mal fechada! Recordações em comum, sorrisos em comum, olhares em comum, desejos em comum, lágrimas em comum, cumplicidades infinitas...

- Como se pára o tempo? - perguntou ela com a sua voz rouca.

- O tempo só pára quando duas pessoas especiais o desejarem ao mesmo tempo! - respondeu ele.

- Então, vamos parar o tempo! - disseram os dois ao mesmo tempo.

E o tempo dos amantes parou.
OS RELÓGIOS DEIXARAM DE TER PONTEIROS...


......................................

O empregado levantou as duas chávenas ainda com café e a garrafa de água que já perdera todo o gás e amaldiçoou os clientes que ali estiveram e que sumiram sem pagar!

35 comentários:

mulher disse...

Alex,por momentos sonhei e o tempo parou para mim.Realmente para os amantes o tempo pára.Felizes os que já viveram tempos desses.(Sem ponteiros no relogio).
Obrigada gostei.
Beijo para ti.

Filoxera disse...

Não sei se pára, se voa...

irneh disse...

Olá

Dois cafés e muita cumplicidade. O tempo pára, mas, estranhamente, também foge. É a magia do momento. E tudo o que é mágico passa depressa...

Beijinhos

Thunder disse...

Era bom que o tempo desse mesmo para parar!Bjs.

Carla disse...

às vezes é tão bom conseguirmos parar o tempo num só momento
bjs

Sol da meia noite disse...

Belo!

Surreal!!!


Bj

Regina disse...

Culpa do empregado que não soube parar o tempo!


Adoro textos pequenos, sobretudo, se forem grandes...

mulher disse...

Pronto está explicado.O meu amigo gostou de se ver (na foto) e não faz o relógio andar!!!??
Adivinhei?
Bjinhos

Anónimo disse...

De repente, uns Tales of the Unexpected by Alex, pelos olhos dentro :o) , daquele que se lêem depressa e com prazer, buscando um final que nunca é o que imaginámos.
Gosto!
Elis

Menina do Rio disse...

Olha Alex, bom que o tempo tenha mesmo parado, porque nestas horas ele costuma voar na velocidade da luz.

Gostei deste teu espaço (não o conhecia). É bem descontraído e pelo menos aqui posso comentar, já que no outro nem sempre estou a par dos acontecimentos deste lado ai dos fatos.

Ontem até tentei deixar algo no Fundametalidades, mas a net tava na bronca comigo.

Tem uma feliz semana

Beijinhos

Balbino disse...

Vamos acabar com o Acordo Ortográfico!

http://www.petitiononline.com/naoacord/

Auréola Branca disse...

Deixe-me flutuar nas tuas palavras, e fazer a interpretação que a minha alma desejar... Preciso disso!

Sei que existes disse...

Será que seria mesmo bom o tempo parar?
Ri-me com o final da história... não estava há espera! Hé!Hé!
Beijo grande

Bichodeconta disse...

Hummmmmmmmmmmmmmmmm , é tão bom quando o tempo para.... Digo-vos eu que tenho o condão de, de quando em vez tirar até a folha do calindário, quanto mais parar os ponteiros do relógio..Um abraço, ell

Aluguel de Computadores disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Aluguel de Computadores, I hope you enjoy. The address is http://aluguel-de-computadores.blogspot.com. A hug.

Leonor disse...

gostei bastante desta história neste dia...

Filoxera disse...

Uma história por mês? por ano?...
Beijos.

Maria Clarinda disse...

Excelente...adorei a fuga!
Jinhos

Anónimo disse...

kem me dera ser essa margarida ke tanto te encanta

elvira carvalho disse...

Entrei por curiosidade. E gostei da história dos dois amantes pararem o tempo. Na verdade o tempo costuma voar. A minha avó contava que em Maio um casal de namorados se encontraram. Ela vinha da fonte, cântaro à cabeça,ele do campo, molho de feno nas costas. Ficaram namorando, namorando e às tantas era noite. E diz o namorado suspirando:
Ah! dias de Maio, dias de amargura.
Ainda agora era manhã, já é noite escura - respondeu a namorada.
Bom fim de semana.
Um abraço

mulher disse...

por aqui parou mesmo o relógio.
Beijinho.

Anónimo disse...

oi meu lindo e novo amigo Alexandre que bom o tempo parar nesse texto sim.
Bom fim de semana com muita paz e amor em seu coração.
adorei a música.
beijinhos amigo.
Regina Coeli

apareça no meu blog, te aguardo.

deusaodoya.

Bichodeconta disse...

Uma história por mes????? Tou brincando.. Um beijinho, ell

lia disse...

Olá Alexandre,
por aqui o tempo parou mesmo!:0)
Gostei da história!
Beijinho

Filoxera disse...

Parece-me é que o tempo deste blogue parou mesmo...
:-(

mundo azul disse...

...quem dera realmente fosse assim! Uma delicadíssima narrativa de um momento lindo...
Beijos e muita luz, poeta! (gostei da música!)

Laura disse...

Caramba, paraste o tempo e quando ela se foi ficaste a dançar à chuva no meio da rua e tendo montes de gente a olhar e...continuaste? Caramba, estás mesmo apaixonado moço... e isso é o estado mais belo do ser humano...
Felicidade sem fim e que o amor nunca deixe de bater nos vossos corações...
Um jinho da laura..

Papoila disse...

Vim aqui pela primeira vez e fiquei deliciada...
amei o que por aqui escreves.

Beijos
BF

SILÊNCIO CULPADO disse...

Alex
Há momentos assim. De desvario completo. O tempo pára ou a noção dele que se esvai.
Valem por toda uma vida ainda que sejam só momentos.

Abraço

sofialisboa disse...

depois de tanto tempo calado aqui vim e encontrei uma historia cruta, boa e sentida. gostei sofialisboa

Anónimo disse...

i did a little research after you told me about your "thing", and if you want a way to make more money using your your blog you can enter this site: link. bye.

mariam disse...

mágica narrativa dum mágico momento...
que música de fundo teria esse café??

(a música ajuda... e muito!)

um sorriso :)

tulipa disse...

Tenho andado ausente da blogosfera, mas, as poucas vezes que cá venho, sinto a tua falta no «meu cantinho»...sabes que, a tua presença lá e as palavras que lá deixas é como um miminho para mim...dá uma espreitadela...

Hoje, decidi vir sentar-me aqui um bocadinho. Estar a sós contigo, ler-te, apreciar o teu talento. Precisava desta paz, deste encantamento, do calor das palavras e dos olhares dos AMANTES.

...simplesmente adoro o que escreves... Apetece mergulhar em palavras tão doces que transmitem imensa tranquilidade.
Um beijo na alma.
Já aqui vim outras vezes, embalando-me na doçura das palavras, deliciando-me com a pureza dos sentimentos nelas expressos...

Estou rendida.
calam-se as palavras no espaço e no tempo...

Sabes que te admiro muito, meu amigo.

Beijokas e bom fim de semana.

ContorNUS disse...

...por um momento fugaz

mulher disse...

Passei para espreitar. Mas,o relógio ainda nao avançou.
Vou passando.
Bjinhos