segunda-feira, 14 de julho de 2008

O HOMEM QUE SONHAVA SER EXPLORADOR...

Desde pequeno que sonhava ser explorador, andar por sítios de terra, pedras, vegetação. Estava-lhe no sangue: um dos seus objectivos era encontrar vestígios dos antepassados, nomeadamente ossos! Sim, ossos! Ele devorava as páginas dos livros que mostravam fotografias de ossos: uns grandes, outros pequenos, uns complexos, outros mais simples!

E ele fixava o formato dos ossos: os dos membros eram ossos mais robustos, os das articulações ossos mais delicados com curvaturas bem delineadas. E sonhava um dia poder observar, tocar, manusear os ossos que tanto o seduziam. E os ossos da cabeça? Sim, esses eram mágicos - nos livros e nos documentários na televisão ele olhava embevecido para o formato dos ossos das cabeças dos esqueletos como quem olha para uma obra de arte! Sim, para ele os ossos eram obras de arte! Faria os buracos que fossem necessários para os encontrar!

E nem se importava de começar por partir à descoberta de ossos de animais, quem sabe enormes ossos de dinossauros e de outros seres vivos já extintos! Começaria por aí, prosseguiria com a descoberta de ossos de animais mais recentes e finalmente passaria aos ossos humanos... talvez até pudesse contribuir para descobrir alguns crimes como via em filmes e séries de televisão!

E mal sabia ele que a sua vocação se transformaria em realidade um dia: e nem precisou de passar pelos enormes ossos de dinossauros, foi directamente ao assunto, aos ossos que ele tanto ambicionara: aos ossos humanos! Cada vez que pegava num osso ele mirava-o como se fosse uma pedra preciosa... estava precisamente com um osso intacto nas mãos quando olhou para as horas: já passava das cinco da tarde! Estava na hora! Colocou o osso de onde o tirou, correu a apanhar a chave e foi fechar o portão: naquele dia não haveriam mais funerais, estava na hora de fechar o cemitério! Como coveiro, ele tinha essa responsabilidade!!!

3 comentários:

Bichodeconta disse...

Ó meu Deus, há por aí tanto explorador que nunca chegou a ser homem..Pronto, já entrei no disparate, mas foi só pra brincar com as palavras que nós não temos cá dessas coisas de exploradores.. Isso todos sabemos..Sem stres..Beijinho, ell

sofialisboa disse...

que imaginação...sofia

mariam disse...

"chiça"! morbidozito não?!
mas, que seria de nós sem eles (coveiros), tenho profunda admiração por eles, e pelos H do lixo, sério! sem eles... era caos!

bom resto de semana
um sorriso :)