quinta-feira, 4 de setembro de 2008

ELE DAVA TUDO POR UM FESTIVAL DE MARISCO...

Não havia festival de marisco em que ele não estivesse presente, nem que tivesse de percorrer não sei quantos quilómetros! Era doido por todo o ambiente que rodeava estes encontros e estes festivais. Apreciador da boa vida e das coisas boas da vida, acabava por levar sempre alguém com ele, pessoas da família ou amigos!

Naquela vez o festival era numa localidade chamada Atalaia no concelho da Lourinhã. Conseguiu convencer uns amigos a acompanhá-lo e lá foi ele no seu carro... duas horas só para chegar lá, apanharem um trânsito terrível e estiveram mais de meia hora para estacionar... mas o marisco lá estava!

Acabado de estacionar havia que procurar lugar nas mesas, tarefa ainda mais difícil... mais uma hora e meia para acrescentar à paciência... já os amigos desesperavam quando, finalmente, lá surgiu um lugar para se sentarem... e o marisco lá estava!

A isto tudo some-se mais meia hora até um empregado vir perguntar o que queriam e finalmente ele pôde descansar, pedir e desfrutar da ementa de que ele mais gostava e para a qual não se importava de percorrer a distância que fosse preciso e esperar nas filas o tempo que tinha que ser... foi com um sorriso que disse para o empregado: «para mim um bitoque se faz favor... mal passado e com o ovo à parte!!!»

1 comentário:

Lia disse...

Hehehe :0)))))))
Se tivesse ido a Almada(comer o bitoque )...tinha poupado em tempo e paciência;0)
Beijocas.