sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

O BARATO SAI CARO... E ÀS VEZES DÁ CHATICES!

O grupo tinha vindo de carro do norte. A reunião de Lisboa começaria às 8 e meia. Eles chegaram às 8 horas! Àquela hora não era difícil arranjar estacionamento. Não era preciso procurar muito para deixar o carro num local próximo. Mas, os estacionamentos ali nas imediações eram todos a pagar.

Conferenciaram os quatro e chegaram à conclusão que não lhes apetecia estarem a pagar um euro e pouco para deixarem o carro estacionado à porta do edifício até porque encontraram um espaço descampado entre dois edifícios que não tinha parquímetros nem arrumadores. Se bem pensaram melhor o fizeram e ali deixaram o carro, num espaço de terra batida. Subiram para a reunião, tomaram café e estiveram a dialogar até por volta do meio-dia.

Quando a reunião acabou saíram apressados. Almoçariam no caminho - combinaram - pois tinham interesse em chegar a casa o mais cedo possível. Cá fora, na rua, dirigiram-se ao tal descampado de terra batida entre dois edifícios e ficaram estupefactos: haviam dezenas de carros a tapar a saída do carro deles. Tantos, que eles quase entraram em pânico. Mas depois repararam que no tablier de cada automóvel havia um papel com um número de telemóvel ou de um telefone fixo.

Inquiriram um segurança ali perto, o qual lhes explicou que naquele descampado de terra batida sempre houve o hábito de deixar o carro, em 2.ª, 3.ª, 4.ª ou 5.ª filas mas com o contactozito da pessoa exposto no tablier ou no pára-brisas!

Resultado: os telefonemas que tiveram que fazer saíram-lhes muito mais caros que o euro e pouco que teriam pago no estacionamento legal. Mas quem não sabe...

Esta história é verdadeira do princípio ao fim, ao contrário das anteriores que têm resquícios de veracidade e alguma - será que ainda há? - imaginação!

4 comentários:

Filoxera disse...

Claro que há!
Beijos.

Bichodeconta disse...

Não acerto uma.. Desta vez já estava a ver o carro ter sido bloqueado e rebocado para a policia municipal.. Multa de mau estacionamento mais 50 euros de reboque, acrescido de dez euros por cada dia que o carro esteja no parque, e claro o telefonema, quem sabe o taxi para a pessoa se deslocar até ao parque.. Claro que fica muito caro, mas há fregueses repetentes.. Eu é que não deixo o meu carro por ali.. Do mal o menos, foi s+o o telefone e o tempo, claro.. E dá cá uma raiva... Gostei.. Na próxima, sim, porque vai haver próxima, vou tentar adivinhar ou pelo menos ser mais previsivel..um beijinho, ell

Bichodeconta disse...

Hoje ainda não encontro novidades, eu sei, não basta abrir uma torneira e debitar umas palavras cá pra fora..Há que por a imaginação a funcionar e depois de escolhida a temática,estruturar o que nos aparece como resultado final.. Mas eu volto, hoje e amanhã e no outro dia e no outro..Deixo um abraço deixo também o desejo de bom fim de semana...

Blue Velvet disse...

Hehe,
estou mesmo a ver a cena...
E imaginação, nessa cabecinha?
Claro que há.
beijinhos