quinta-feira, 14 de agosto de 2008

ONDE TIVERES QUE IR... NÃO PODES FUGIR... Onde é que já ouvi isto?

Ela tinha um correspondente daqueles à moda antiga, por carta, com selo e tudo! Ele era de longe, de um país bem distante do dela, com um idioma e um modo de vida completamente diferente... Manteve esse correspondente durante alguns anos até que...

... Ela casou! A cerimónia não foi nada por aí além, os convidados nem sequer eram muitos, mas houve uma coisa de que ela não abdicou: ir passar a lua-de-mel ao... Egipto! O agora marido não estava muito de acordo - ele preferia o México ou as Caraíbas - mas a um capricho da sua amada ele não podia dizer não!

E lá foram para o Egipto no dia a seguir ao casamento. Nos primeiros dias andaram pelas pirâmides, deram umas voltas pelo Cairo, umas excursões mais para sul e umas incursões por zonas «proibidas»... o autocarro em que viajavam com outros turistas foi assaltado... mas ninguém morreu ou ficou ferido! Apenas uma pessoa foi... raptada!

Hoje ela vive com o correspondente, têm 4 filhos e são muito felizes! Felizmente para eles, o casamento no país de origem dela não foi reconhecido no Egipto, e - abençoados pelos espíritos dos faraós - viveram uma vida piramidal...

1 comentário:

Lia disse...

Gosto de histórias com final feliz!
Histórias, que encantam!:0)
« abençoados pelos espíritos dos faraós».
Beijocas