quarta-feira, 15 de outubro de 2008

OUTRA HISTÓRIA SOBRE OS PREÇOS DOS COMBUSTÍVEIS!

Ele era daqueles que tinha a mania que apanhava tudo no ar e com meias palavras... Numa noite estava a jantar e a ver o telejornal quando o pivot de serviço começou a frase «Os combustíveis estão mais baratos 8 cêntimos...»

Ele não ouviu o resto, se é que o resto interessava. Deu um salto, ainda com comida na boca, esgueirou-se para a porta da rua, agarrou de passagem a chave do carro e correu escadas abaixo murmurando qualquer coisa como «quero ser o primeiro a chegar à bomba porque aquilo vai encher...»

E realmente quando chegou à bomba de gasolina foi o primeiro! Estranhou mas depois esfregou as mãos de contente porque tinha ludibriado toda a gente: podia encher o depósito até transbordar sem precisar de estar nas bichas (nas filas, pronto!).

Nem olhou para o preço, ele já «sabia» que tinha baixado 8 cêntimos... abasteceu, foi pagar e voltou para o carro todo lampeiro... um bocado admirado de mais ninguém se ter lembrado de fazer o mesmo que ele...

Voltou a casa para acabar o jantar, feliz da vida, mesmo a tempo de ver o desenvolvimento da notícia da baixa dos combustíveis... e a notícia completa era «os combustíveis estão mais baratos 8 cêntimos a partir da meia-noite...». Era tudo uma questão de português! A cara dele bateu no chão, acabara de perder uns euros e de fazer figura de parvo, que no fundo era o que ele sempre fora!

Moral da história: devemos sempre ouvir as informações até ao fim e, se possível, até ouvir duas ou três vezes... para nossa segurança!!!

1 comentário:

Maria, Simplesmente disse...

Na minha terra há um ditado que diz: "As cadelas apressadas têm os filhos cegos".
Maria